Artigos


05/07/2013
2013 - SINAIS DE INTOXICAÇÃO POR PLANTAS EM GATOS
Dr. RACHEL BORGES RIBEIRO


O contato de felinos domésticos com plantas tóxicas pode ocasionar distúrbios neurológicos, cardiotóxicos e hepáticos irreversíveis, podendo muitas vezes levar até ao óbito do animal em horas. A dificuldade do proprietário em manter os felinos domésticos afastados das plantas torna-se impossível, pois normalmente a cor e o odor das tóxicas são ainda mais fortes do que as outras espécies.

Entre as plantas tóxicas mais comuns, que são encontradas em jardins e residências a Monstera sp.(7 facas), Dieffenbachia picta (comigo ninguém pode), Nerium oleander (espirradeira), Tulipa sp , Rhododendron sp (azaléa),
normalmente são as que ocasionam os maiores efeitos de intoxicação no gatos.

O gato inicia o contato olfativo que em algumas espécies de plantas, já desencadeia ação sobre sistema nervosos iniciando os primeiros sintomas como alucinações, náusea, ressecamento de secreções e dificuldade respiratória. Após este primeiro contato o animal passa a mastigação da planta
seguida da deglutição de algumas partes da folha.

Muitos felinos domésticos aumentam o contato com folhas de plantas, pois possuem dificuldade de digestão das "bolas de pelo", então quando ingerem auxiliam a eliminação do incomodo digestivo.

Com a ingestão de plantas tóxicas os sintomas agravam muito geralmente são seguidos de vômito, diarreia, dilatação de pupilas, edema de lábios, tremores, convulsão e muitas vezes estes quadros podem evoluir até a morte do animal.

Para auxiliar o médico veterinário na terapia do gato é recomendado o proprietário levar uma parte de todos os tipos de plantas que possui na casa junto com o animal imediatamente ao veterinário, para que seja realizada a
desintoxicação imediata evitando grandes sequelas posteriores.
====================================
Visite o ESPAÇO (PET ART) da Dra. Rachel Borges Ribeiro no Humaitá - Rio de Janeiro
Marque uma hora para seu gato !


Comente este artigo Enviar este artigo por e-mail Imprimir este artigo Voltar para a página de artigos



Mais Artigos